Pontos de reboque

  • 10 Respostas
  • 1587 Visualizações

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

*

Offline carlossagouveia

  • Nivista
  • ***
  • 163
  • +6/-0
  • Viatura: Lada Niva 1.7
  • Distrito: Vila Real
Pontos de reboque
« em: 16 de Março de 2015, 14:24:31 »
Boas,

Gostaria que me dessem ideias acerca dos melhores pontos para rebocar os nossos tanques.

Quais os melhores pontos na frente e na traseira.

Devemos utilizar os pontos de fixação ou fixar no eixo?

faço estas questões pois este fim de semana tive um episodio triste......

Um amigo ficou com o niva dele preso dentro de água e quando tentei rebocá-lo, prendi uma cinta no para choques frente dele e no olho de reboque traseiro do meu.
o que aconteceu de seguida foi que o olho descravou e trouxe agarrado o meu parachoques traseiro e abriu a chapa por baixo do farolim traseiro como se fosse uma lata de sardinhas.......

Resumindo e complicando, tenho a traseira do niva pior do que o chapéu de um pobre....

Para evitar esta situação a outros nivistas, o que será aconselhado para resgatar as nossas máquinas?


Abraço!

*

Offline Tiroloco

  • Nivista Doutor
  • ****
  • 448
  • +23/-0
  • Viatura: Lada Niva 1.9D
  • Distrito: Aveiro
Re: Pontos de reboque
« Responder #1 em: 16 de Março de 2015, 17:45:38 »
Boas

Todos os nivas tem uns olhais que se situação por debaixo do tubo que segura o parachoques. Numa situação normal é o suficiente.

nunca usar o eixo pois pode entortar, romper algum tubo de travão ou fazer estragos piores.

Em termos de fisica (corrija-me algum engenheiro que por aqui ande) quando mais pontos de acoragem tiver melhor pois a força é dividida criando menos esforço num unico ponto.

Existe quem coloque olhais com manilhas no parachoques e na direcção da longarina/tubo que segura o mesmo. Outros usam esses dois pontos para fazer uma especie de um triangulo do qual de pois tem um olhal que serve para puxar, tipo reboque e vê-se muito na malta dos jeeps.

Existem 2 tipos de cintas que servem para desatascar umas são esticão e outras são por "tracção", ou seja, a viatura trator anda até a mesma ficar sob-tensão e só depois puxa.
Ou com guincho usando os pontos anteriores ou sistema de roldanas, que sever para desmultiplicar a força (devido a este sistema é que os fulanos conseguem puxar as velas nos veleiros)

Espero ter ajudado.

Edito: vi os videos!! que medo!!! isso tambem devia ter alguma corroção.
« Última modificação: 16 de Março de 2015, 17:50:33 por Tiroloco »

*

Offline carlossagouveia

  • Nivista
  • ***
  • 163
  • +6/-0
  • Viatura: Lada Niva 1.7
  • Distrito: Vila Real
Re: Pontos de reboque
« Responder #2 em: 17 de Março de 2015, 12:24:06 »
Corrosão até nem tinha muita. Pelo que pude perceber, os olhais de reboque tinham uma fixação muito fraca. O problema maior é esses olhais também estarem presos no tubo do parachoques. Quando parte, esse tubo vem para trás e depois não passa no buraco da chaparia e rasga tudo. Se a fixação fosse independente, a única coisa que tinha acontecido era partir esse olhal....

*

Offline wifi

  • Nivista Júnior
  • **
  • 30
  • +2/-1
Re: Pontos de reboque
« Responder #3 em: 17 de Março de 2015, 14:02:43 »
As carroçarias monobloco caracterizam-se por usarem um chassi aligeirado, aproveitando a carroçaria para dar rigidez q.b. Por isso é que não se deve arriscar a transformar um monobloco fechado em monobloco cabrio, porque o chassi depois pode vergar a meio!

Como o chassi não é resistente, os pontos de reboque conseguem rasgar o chassi, que foi o que aconteceu.
E, é mais fácil de acontecer quando se dá esticões na vez de se usar força constante!

No teu caso e no dos videos, o que partiu (rasgou) foi mesmo o chassi. A fixação do ilhó e parachoques parece fraca por só ter 1 parafuso, mas é forte, porque o parafuso não parte!
Se o sistema tivesse sido bem desenvolvido, os pontos de reboque e/ou parafusos que os seguram, deviam ter forças de rotura inferiores à do chassi (funcionar como fusível). Era preferível que o ilhó de reboque ou o parafuso partissem na vez de ser o chassi a rasgar!

É por isso que eu até tenho medo de atolar... da última vez, foi lá uma retroescavadora levantar e só depois puxar!

*

Offline Tiroloco

  • Nivista Doutor
  • ****
  • 448
  • +23/-0
  • Viatura: Lada Niva 1.9D
  • Distrito: Aveiro
Re: Pontos de reboque
« Responder #4 em: 17 de Março de 2015, 17:30:20 »
@wifi essa da retro é que deve ter sido...

No meu estou a pensar fazer da seguinte forma:

Fazer os tubos de suporte do parachoques em tubo mecanico com espessura maior. Aplicar este sistema


*

Offline carlossagouveia

  • Nivista
  • ***
  • 163
  • +6/-0
  • Viatura: Lada Niva 1.7
  • Distrito: Vila Real
Re: Pontos de reboque
« Responder #5 em: 17 de Março de 2015, 18:40:55 »
Isso é que deve ser bom. Vou ter de arranjar um sistema idêntico para o meu

*

Offline wifi

  • Nivista Júnior
  • **
  • 30
  • +2/-1
Re: Pontos de reboque
« Responder #6 em: 17 de Março de 2015, 18:53:46 »
No meu estou a pensar fazer da seguinte forma:

Fazer os tubos de suporte do parachoques em tubo mecanico com espessura maior. Aplicar este sistema

O problema é onde é que isso fixa ao chassi!
As ancoragens originais não são fracas... o que é fragil é o chassi. Ora não te vale de nada colocares outras ancoragens mais fortes, se as vais ter que aparafusar a um chassi que quando submetido a forças elevadas, rasga!

*

Offline carlossagouveia

  • Nivista
  • ***
  • 163
  • +6/-0
  • Viatura: Lada Niva 1.7
  • Distrito: Vila Real
Re: Pontos de reboque
« Responder #7 em: 17 de Março de 2015, 19:20:28 »
Estou a pensar soldar uma barra de ferro na longarina para aumentar a resistência para poder fixar depois algo desse género
« Última modificação: 18 de Março de 2015, 08:25:35 por carlossagouveia »

*

Offline Luis Santos

  • Moderador Global
  • Nivista Doutor
  • *****
  • 695
  • +41/-1
  • Depois de um Niva... SÓ OUTRO NIVA!!
  • Viatura: Lada Niva 1.9D
  • Distrito: Setúbal
Re: Pontos de reboque
« Responder #8 em: 18 de Março de 2015, 00:24:42 »
Continuo a perceber a lógica do @wifi. De que vale ter aço (rebocador) agarrado a pape (chassis)l, se o papel é que rasga. De que forma é que reforças o papel?

Julgo que um sistema que permita várias fixações de forma a distribuir a pressão por vários ponto, ajuda a diminuí-la e a dimuir assim o risco de "rasganço".

De qualquer das formas, é tudo teoria da minha parte... "prognósticos só depois do jogo"  :D
... Só à estaLADA!

*

Offline Tiroloco

  • Nivista Doutor
  • ****
  • 448
  • +23/-0
  • Viatura: Lada Niva 1.9D
  • Distrito: Aveiro
Re: Pontos de reboque
« Responder #9 em: 18 de Março de 2015, 11:21:02 »
Estes pontos de ancoragem tem que estar fixados onde aperta o parachoques ao tubo que liga a carroceria.
Olha que os ladas nao são assim tao frágeis, o facto de a carcaça deformar com mais facilidade que um jipe convencional com chassi, nao é propriamente algo negativo, pois numa situação de embate consegue absorver/dissipar melhor a energia, melhorando a nossa segurança.

Outra questão é sempre a forma em como se faz o reboque, se ao rebocar temos uma força de tracção aplicada num determinado angulo pode aumentar consideravelmente a hipóteses de rasgar algo.

E claro se distribuirmos essa força por mais pontos menor vai ser o impacto nas nossas carroças.

*

Offline wifi

  • Nivista Júnior
  • **
  • 30
  • +2/-1
Re: Pontos de reboque
« Responder #10 em: 18 de Março de 2015, 17:33:33 »
O NIVA não é fraco! O que acontece é que os pontos de ancoragem não foram idealizados para puxar o NIVA em situações de verdadeiro atascanço!
Claro que se na vez de se puxar apenas num ponto, se puxar simultaneamente nos dois, tanto melhor.

É preciso é os proprietários do NIVA saberem o que têm e acautelarem-se, porque o tradicional no mundo TT é puxar independentemente da situação em que se encontre o veículo!